- não sei que negócio abrir ?


- ser empreendedor


- tipos de negócio


- dados sobre micro e pequenas empresas


- como diminuir os riscos ?


- como legalizar meu negócio ?


- como me manter competitivo ?
______________________________________________________________

não sei que negócio abrir ?
ter o seu próprio negócio já passou em algum momento pela cabeça de muitos brasileiros, porém a maioria desconhece que: tempo, dedicação, capacidade de lidar com riscos, planejar, conhecer o mercado são pontos fundamentais para obter sucesso.
um indivíduo, com dificuldade de inserção no mercado de trabalho, que abre uma firma por necessidade, e não por enxergar uma oportunidade de negócio, tem alta probabilidade de ser mal sucedido.
saber se tenho condições financeiras é outro fator determinante.
como vou montar meu próprio negócio se não disponho de capital suficiente para tal ? administrar uma empresa numa economia instável também é outro ponto que deve ser considerado. sei lidar com os riscos? com as oscilações da economia ?
e as minhas características pessoais, tenho que ser proativo? tenho que estar sempre bem informado? o que eu possuo de habilidade e conhecimento que pode ser útil para o negócio que pretendo abrir ?
como empreendedor, vou atuar num mercado competitivo, por isso preciso ter algo a oferecer seja um produto ou um serviço que seja necessário para este mercado. nesse momento é importante uma pesquisa de mercado.
nesta etapa onde você ainda não sabe o que abrir, é de fundamental importância fazê-lo refletir sobre todas estas questões para que a sua possibilidade de insucesso seja minimizada.
a decisão de algo em nossa vida, principalmente que vai estar relacionado a nossa sobrevivência, deve estar permeada de um maior número possível de informações, por isso o sebrae existe e pode lhe auxiliar na tomada de decisão através de vários produtos e serviços.
possuímos palestras, cursos, publicações, eventos que serão ferramentas importantes neste momento. como sugestão, comece a escrever, diante das reflexões até agora sinalizadas, que idéias você teve e a partir daí vá em busca das informações.



ser empreendedor
ser ou não empreendedor faz diferença para o sucesso ou o fracasso do seu negócio ?
para responder a esta questão, explicaremos o que é empreendedorismo, quais são os elementos básicos para ter capacidade empreendedora e que tipos de conhecimentos são necessários. ser empreendedor é ter a capacidade de tomar iniciativa, buscar soluções inovadoras ou ainda encontrar soluções para problemas econômicos, pessoais, sociais e de outros.
existem algumas características que são fundamentais no empreendedor, mas não fique preocupado caso você não tenha todas estas características, o empreendedor não é um super herói !
será necessário desenvolver algus aspectos:
- espírito empreendedor
capacidade de materialização dos seus sonhos, transformando, assim, suas idéias em negócios.
- liderança
capacidade de gerenciar pessoas, definindo e orientando na realização de tarefas, delegando responsabilidades, conduzindo as pessoas em uma mesma direção, visando o desenvolvimento da empresa e a implantação de uma cultura organizacional voltada para a satisfação do cliente.
- conhecimento do negócio
o empresário deve conhecer o produto/serviço que está oferecendo. estudar com profundidade o ramo de negócio que está montando. quanto mais souber sobre seu negócio, maiores são as chances de sucesso da empresa.
- otimismo
o empreendedor deve ter vontade e acreditar no negócio que está iniciando.
- capacidade de assumir risco calculado
arriscar-se com consciência, combinando ousadia, coragem, controle e determinação, sem medo de desafios.
- direcionamento estratégico
estabelecimento do foco principal da empresa, concentrando esforços nessa direção, evitando desperdício de energia.
- estabelecimento de metas
definir o que é prioridade para a empresa, estabelecendo as metas a serem alcançadas a curto e longo prazo.
- organização
administração da empresa e de seus recursos deve ser efetuada de forma lógica, racional, clara e funcional, possibilitando que as informações internas estejam sempre organizadas e facilite a tomada de decisões.
- visão global
perceber que sua empresa está inserida em um mundo globalizado, ficando atento às tendências e oportunidades que surgem no mercado mundial.
- identificação de oportunidade
o empresário deve estar sempre atento para identificar necessidades, transformando-as em oportunidades para sua empresa.
- atualização
disposição para aprender, buscando sempre novas informações e conhecimentos.
- persistência
lutar pelo ideal mesmo que apareçam dificuldades, mantendo o direcionamento da empresa rumo às metas estabelecidas.
- comprometimento
o compromisso com a empresa e com as atividades que ela desenvolve é essencial e requer, às vezes, sacrifícios pessoais.
para que o empreendedor tenha uma possibilidade maior de sucesso é necessário que além das características descritas acima, ele elabore um plano de negócio para orientá-lo sobre:
. o negócio em si
. os clientes
. os concorrentes
. os fornecedores
. o seu ambiente de negócios



tipos de negócio
listamos aqui alguns tipos de negócios para que você possa ter condição de escolher o formato e negócio mais adequado:
franquia
cooperativa
autônomo
artesão
empresa em casa (home office) - sebrae nacional



dados sobre micro e pequenas empresas
empresas:
o total de empresas formais em atividade no brasil, em 2001, alcançava 4,63 milhões de unidades, nos setores da indústria, comércio e serviços (tabela 1). as microempresas representavam 93,9 % do total de firmas. o conjunto das micro e pequenas empresas alcançava 99,2 % do total. apenas 0,3 % das empresas é de grande porte (empregando mais de 500 pessoas na indústria ou mais de 100 pessoas nos setores do comércio e serviços).
a distribuição das firmas por setor mostra que o comércio é o que apresenta a mais alta concentração de microempresas, com 95,5% do total, e o menor número relativo de empresas de grande porte, ou seja, 0,1% das firmas.
empreendedorismo no brasil:
a pesquisa anual gem-empreendedorismo no brasil-2003, prossegue na investigação sobre a situação do empreendedirismo em nosso país, como vem realizando desde o ano 2000, juntamente com mais de três dezenas de países. basicamente, a pesquisa gem permite investigar: i) as condições nacionais de natureza sociocultural e econômica que afetam o empreendedorismo; ii) levantamento junto à população adulta sobre o nosso nível de empreendedorismo; iii) o comportamento da força de trabalho brasileira em relação aos negócios em geral; iv) e pesquisa com informantes e especialistas no tema do empreendedorismo, ligados a órgãos governamentais, à universidade e à iniciativa privada.
a respeito das condições gerais socioculturais e econômicas que afetam o empreendedorismo, a gem investigou dados como a carga tributária, normas regulatórias, pib, comércio externo, eficácia legislativa e governamental, percentuais de matrículas nos níveis de ensino, etc. o panorama resultante não é favorável ao brasil, revelando níveis de desenvolvimento social e econômico inferiores ao da maioria das demais nações pesquisadas, sendo o quadro agravado pela forte carga de tributos e burocracia, alto desemprego e precarização do trabalho e da renda.
quanto aos níveis de empreendedorismo, a gem constatou taxa de empreendedorismo de 12,9% em 2003, após o país ter registrado taxas mais elevadas nos anos anteriores, como se vê a seguir: (21,4% - 2000); (14,2% - 2001); (13,5% - 2002). como a média mundial é de 8,8%, o brasil ainda apresenta níveis elevados na atividade, como costuma ocorrer com países com alta dinâmica demográfica, maior número de jovens, informalização do mercado e muitas necessidades não atendidas.
não obstante o alto empreendedorismo, a gem observa que o perfil dos negócios brasileiros continua sendo composto por empresas que atuam com produtos e serviços tradicionais, com pouco potencial de expansão de mercado e conquista de mercados externos.
na identificação dos fatores que induzem à abertura de um novo negócio, a gem aponta para a elevação da motivação para empreender baseada na “oportunidade de um novo negócio”, que alcançou 53%, superando o motivo “necessidade de geração de renda em situação de alto desemprego” com 47%.
quanto ao empreendedorismo por região, a região norte se destaca, com taxa de 23%, seguida da região sul, com 19%, como se verifica na tabela.



como diminuir os riscos ?
nesta etapa você provavelmente já decidiu o que abrir, ou pelo menos já tem alguma idéia. torna-se necessário agora conhecer melhor o mercado para que seu negócio tenha uma possibilidade maior de sucesso.
conhecer o mercado inclui saber quem são seus consumidores, fornecedores, concorrentes.
a pergunta que você deve fazer é: meu negócio é viável?
a resposta com certeza você terá no momento que planejar.
a partir de agora estaremos fornecendo as informações específicas sobre este planejamento através de um material denominado plano de negócio.



como legalizar meu negócio ?
se você já elaborou seu plano de negócio, que é o ponto de partida para a análise da viabilidade do investimento, chegamos a uma nova etapa que envolve o registro da sua empresa.
nesta fase algumas empresas costumam ficar na dúvida entre legalizar imediatamente, ou ficar por um período na informalidade até que a empresa se estabilize. é preciso porém estar atento ao fato de que para o crescimento da empresa é necessário que a mesma esteja legalizada,pois para a participação por exemplo, em concorrências é necessário a apresentação de nota fiscal.
é preciso ter clareza das atividades que serão realizadas, possibilitando identificar a natureza jurídica adequada, assim como os tributos que incidirão sobre o negócio.
a legislação exige atenção e informação atualizada para percorrer os diversos órgãos públicos para a apresentação de documentos e obtenção de licenças.
a legalização de uma empresa ocorre em três esferas: federal, estadual e municipal.
o guia passo a passo disponível na aceméier e editado em diferentes versões em cada região, contém informações como:
quais os parâmetros para ser uma micro ou pequena empresa (mpe);
incentivos tributários de uma mpe;
quando uma empresa deixa de ser uma mpe;
quais os procedimentos para transformar uma empresa já existente numa mpe;
documentos e providências exigidos pelos órgãos para regulamentar uma mpe.
para que o acemeier possa contribuir para a divulgação e a facilitação dos procedimentos para a constituição de novas empresas e, conseqüentemente, auxiliar a criação de novas oportunidades de trabalho e desenvolvimento econômico, possuímos uma área de políticas públicas.



como me manter competitivo ?
atualmente, as empresas têm sofrido profundas mudanças ocasionadas pela rapidez das inovações tecnológicas, transformações nas relações de trabalho, sociais e políticas.
a globalização em muito contribuiu para este contexto, tornando o cenário extremamente competitivo para as empresas.
a competitividade é então a perfeita adequação das atividades do negócio ao ambiente de atuação.
para que as empresas possam se manter neste mercado competitivo é necessário que elas tenham como diferencial o desenvolvimento constante.
essa empresa deve manter-se atenta às inovações, à incorporação de novos conhecimentos e ao aperfeiçoamento contínuo de seus processos de trabalho.
o diferencial vai estar relacionado à busca de padrões de produtividade, qualidade e eficiência.
para que sua empresa possa se manter competitiva, adquirindo cada vez mais conhecimentos, melhorando seus processos, o sebrae/rj colocará à sua disposição as informações necessárias.

clique aqui